quarta-feira, 17 de novembro de 2010

MINHAS BRINCADEIRAS FAVORITAS

Quando eu era criança, o que mais fazia era brincar... E as minhas brincadeiras preferidas eram sempre as mais extravagantes, as mais perigosas... Por que será heim?
Eu gostava de brincar de polícia e ladrão, pique esconde em construção, descer barranco perto dos ribeirões...
Gostava de subir em árvores... 
Essas brincadeiras xoxas, tipo: pular corda, bambolê, peteca... nada disso me apetecia...
As brincadeiras eram sempre entre mais meninos que meninas...
E vocês? Gostavam de brincar de quê?

sábado, 6 de novembro de 2010

Meu pai era pintor de faixas e meu irmão Luiz sempre o acompanhava para ajudar. Ele devia ter uns seis, sete anos e estava brincando com um vira-latas perto de onde meu pai trabalhava. Ele estava em cima da escada e meu irmão brincava com o cãozinho. Corriam de cá para lá e de lá para cá. Brincaram muito tempo assim, de repente meu irmão chamou pelo meu pai:
_ Pai! o Cãozinho não quer mais brincar de correr comigo! Está lá sentado sentado quietinho com a língua de fora...
_ Lógico né Luizinho! Está cansado! Vocês correram muito por aí... Descanse um pouco e depois vocês brincam de novo!
_ Não pai! Quero brincar agora! Faz o cãozinho brincar comigo! Faz pai!
_ Estou ocupado meu filho! Quero terminar logo o serviço pra gente ir logo para casa!
_ Ah pai! Só um pouquinho! Desce daí e faz o cãozinho brincar comigo!
_ Luizinho! O pobre do bichinho está cansado! Deixa ele descansar um pouco. Descanse você também. E logo vocês estarão correndo por aí de novo... Estou quase acabando com essas faixas aqui. Logo vamos para casa!
Meu irmão acabou por obedecer a meu pai. Descansou ao lado do cãozinho, até esse levantar de novo e começar a abanar o rabinho, querendo festa de novo... E lá foram os dois de novo, brincando de pega-pega.
Meu pai em cima da escada apenas sorria...



Republicação de uma memória minha...

domingo, 31 de outubro de 2010

O TERÇO X OS QUITUTES DE D. MARIA

Mês de Outubro aqui em Minas Gerais, é mês dedicado à reza do terço nas casas... E a minha família é católica. Por isso todo ano a Santinha vêm nos visitar. Nesse mês não foi diferente, hoje - dia 31/10 ela está aqui...
Mas a memória referente a esses terços é mais antiga... E eu era bem menor... Como se sabe, toda criança gosta de doce e havia uma casa aqui na minha rua que depois do terço sempre ofereciam para as "rezadeiras", muitos quitutes feitos pela dona da casa:
_ Tia Helena, quando a senhora for rezar na casa de D. Maria, avisa a gente!
_ Por que essa casa específicamente? Por que vocês não rezam o terço todo dia?
_ Ah! Rezar todo dia é chato e monótono... Mas quando a senhora for rezar "lá", avisa a gente por favor...
_ Tá. Eu aviso!
E não deu outra: o dia de rezar na casa de D. Maria chegou e lá fomos nós, com nossas melhores roupas e terços na mão... comportadinhas... Rezamos o terço todinho, cantamos, rezamos a ladainha... E logo depois... OS QUITUTES... HUMMMMMM!!!!
Nos regalamos e até levamos para casa... Imaginem! E Tia Helena ficou mortificada por isso!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

E O BLOG COMPLETOU 30 SEGUIDORES!!! OBA!!!

E o Blog completou 30 seguidores!!!
Criei o blog despretenciosamente, para escrever as minhas muito preciosas memórias que enchiam a minha mente e eis que hj me deparo com 30 seguidores!!!


Isso é muito bom... O buquê de flores do campo é para cada um dos meus seguidores!
Obrigado!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

COMO EU APRENDI A NÃO NADAR...

Sabe como meus irmãos aprenderam a nadar?
Meu pai jogava-os lá no meio da piscina, do lado mais fundo, e eles tinham que aprender na marra, no susto...
Comigo ele queria que fosse do mesmo jeito... Mas não vinguei. Ele até me jogou como todos os meus irmãos, mas... Eu afundei e ele teve que ir me buscar.
Por causa disso, eu hoje nado igual a um martelo sem cabo!
Bato somente as mãos, sem bater os pés, sincrônicamente... E meus irmãos sabem nadar muito bem!
Coisas de filha mais nova!
Imagem: Google

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

VOCÊ JÁ PULOU ELÁSTICO? É BOM DEMAIS!!!

Se havia uma brincadeira de que gostava muito quando era criança, era sem dúvida alguma, a brincadeira de pular elástico... Para isso podia se usar as crianças ou então duas cadeiras, dois bancos...
Ah! Eu adorava pular... Nas mais variadas modalidades...
Para dentro, para fora, para frente, para trás, para um lado, para outro... Muito bom...
Sempre fui gordinha e me cansava logo... aliás, bufava mesmo! Mas como era a dona do elástico... E quase sempre brincava sozinha (era muito tímida)... Eu descansava um pouco e tornava à brincadeira.
Podia ficar horas ali, entretida... E nem me dava conta das horas!!!
Como era bom ser criança!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

MINHA FESTA DE 15 ANOS (MEU VESTIDO)

Na minha adolescência queria que a minha festa de 15 anos fosse uma noite de Cinderela, porque sempre fui apaixonada pelo vestido dela...
Mas as condições de meus pais não permitiam... Por isso meu vestido foi simples...
Era branco, em camadas, com uma fita rosa na cintura. Minha mãe quem o fez. Não descia até o chão, mas ficava na altura dos joelhos... E eu que nunca gostei de vestidos curtos!
Quem pintou a sala de visitas para fazer a minha festinha fui eu! Forrei a sala com jornais e pintei direitinho.
Na festa havia um bolo que meu pai comprou, docinhos e salgados...
Não vieram muitas pessoas, apenas alguns amigos (eu era muito tímida) e uns parentes...
Mas a lembrança que ficou mais vívida em minha mente foi o vestido que minha mãe fez!!!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

MEU 1º EMPREGO...

Eu tinha 18 anos quando arrumei meu primeiro emprego! Havia ido para a praia com meus pais e quando eles vieram embora para casa, resolvi ficar até o carnaval!
O emprego era recepcionista de hotel. Eu deveria cuidar da recepção, receber os hóspedes, fazer a ficha e indicar os quartos. quando não houvesse arrumadeiras para cuidar da roupa de cama, eu deveria fazer isso!
Moraria temporáriamente nos fundos do hotel.
O emprego era bom e permitia que eu entrasse de graça na danceteria da proprietária do hotel!
Foi uma bela experiência em uma das mais belas praias do ES: Piúma. Refúgios de mineiros e cariocas!
Hoje, a danceteria não existe mais e foi demolida, chamava-se Coqueiral. Mas o hotel ainda está lá. Mudou de dono e perdemos contato. Chama-se Hotel Solar de Brasília.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Viçosa 139 anos!!!

Minha cidade está hoje comemorando 139 anos de idade!
Para comemorar, o prefeito fez um show com Eduardo Costa (ontem). Várias bandas daqui e trio Chaparral's do Brasil hoje e Beto Kauê no domingo... Tudo 0800 (grátis).
De ontem 29/09 até 01/10...

Parabéns Viçosa!!!



segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O CHURRASCO MAL SUCEDIDO

Dia desses em que ainda morava em Bom Jesus do Itabapoana, fim da minha gloriosa fase de adolescência prolongada, juntamos um grupo de amigos para ir a um churrasco na casa de outro amigo... Éramos 7 pessoas espremidas dentro de um fusquinha creme!
Em dado momento na subida de um "morrinho leve", o cabo do acelerador do fusquinha arrebentou! E agora? Como íamos para o churrasco?
Foi quando "Ricardo - o salvador da pátria" - resolveu o problema...
Ele sentou-se na parte de trás do fusquinha (pelo lado de fora), e com o que restou do cabo do acelerador, ia acelerando o carro até chegarmos ao churrasco... Chegamos... com muito custo, mas inteiros... Só o Ricardo estava cheio de poeira da estrada...
Para voltarmos para casa, viemos de carona no caminhãozinho do pai do nosso amigo...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

PARABÉNS FILHO: 18 ANOS...

Hoje, meu filho completa 18 anos... Nessa foto aí ele tinha 1 ano e meio...Lindinho! Saudades...
 Nessa, ele tinha por volta dos 5 anos... E esse escorredor de macarrão e esse pedaço de pau eram seus brinquedos preferidos...
 E finalmente ele cresceu... E me arrumou uma norinha linda!!!
Parabéns filho querido... Mamãe te ama muito!!!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O COELHINHO E O POTINHO DE IOGURTE

A memória hoje é sobre a minha mãe... Sinto imensas saudades dela...
Ela me dava sempre pela manhã, um potinho de iogurte. Falava que era para eu crescer mais forte! E nem sempre eu queria tomar esse potinho... Então ela inventava mil maneiras de eu tomá-lo: com frutas, com farinha láctea, etc. 
A que eu mais gostava era quando ela contava a história de um coelhinho bem branquinho que adorava iogurte! Ele era de uma menina que sempre queria que o animalzinho ficasse bem gordinho... E então além de cenouras, alfaces e outras verduras, ela dava iogurte a ele. Era com uma histórinha simples assim, que eu tomava iogurte todo dia... Pontualmente pela manhã!
Para a minha mãe, gordura era sinônimo de saúde!
E então eu sempre fui gordinha na minha infância!
Lembro-me direitinho do dia que não quis tomar de forma alguma o iogurte e coloquei ele para fora... Mamãe passou a cara naquele vômito todo rosa...(eca!)
Nunca mais coloquei ele para fora!
Mesmo contra a minha vontade eu tomava o iogurte!
Aprendi da pior forma!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

BC - MEU ANIVERSÁRIO PREFERIDO!!!

O aniversário que mais ficou marcado em minha memória foi o de 6 anos...
Minhas irmãs fizeram um bolo com uma casinha de isopor e o decoraram com enfeites que eu poderia comer depois. Uma cerquinha com palitos de chocolate, as janelinhas de jujubas amassadinhas e cortadas em quadradinhos... Havia até uma chaminé saindo fumaça!
Encheram dois filtros com Ki-suco de uva! As crianças ficaram muito assustadas e encantadas quando quiseram beber água e saia Ki-suco do filtro... Geladinho...
Houve um mundo todo especial montada para mim... Ganhei muitos brinquedos, brinquei muito!!!
Não lembro dos salgados da festa, aliás apenas alguns "flashes" dessa festa ficaram... Mas o que mais me encantou mesmo, foi o bolo de casinha... Parecia-se com essa foto aí... Mas o telhado também era de palitos de chocolate... E a casinha era muito mais bem feita...
Esse foi um dos meus aniversários preferidos...
Este texto faz parte da blogagem coletiva do blog Minhas Memórias.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

ANIVERSÁRIO DO MINHAS MEMÓRIAS!!!

Em Agosto o Memórias completa 1º ano de Vida!
Para comemorar o aniversário, estou lançando uma blogagem de aniversário...
MEU ANIVERSÁRIO PREFERIDO!!!

Escreva um texto contando sobre seu aniversário preferido, se houve uma festa bonita, ou se foi aquele aniversário de arrasar, vale também aquele aniversário em sua época de criança que mais marcou você...
Coloque sua memória para funcionar... Sintonize nos velhos tempos, nos aniversários mais marcantes e faça um post bem bonito para colocar aqui...

A Blogagem será no dia 18 de Agosto!!!

Divulguem em seus blogs, o selo está acima!

Bora participar???
  

terça-feira, 20 de julho de 2010

HOJE É DIA DO AMIGO...

Hoje é um dia muito...muito especial para o mundo inteiro... DIA INTERNACIONAL DA AMIZADE!
Então eu quero homenagear aqui nesse pequeno espaço, todos meus amigos tanto virtuais, quanto não virtuais...
Estou falando aqui da Sônia (de Brasília), de Patrícia e Pepê, de Eliane, e dos amigos virtuais; Geórgia, Nanda Botelho, Sandra, Elaine Gasparetto, Ester, Solange Maia, Márcia Morais, Val, Edu... E tantos outros!
Parabéns pelo nosso dia tão merecido...
Tem homenagem também no Lua Imaginada!
Passem lá para conferir!

terça-feira, 29 de junho de 2010

FELIZ ANIVERSÁRIO M@MYRENE

A minha amiga virtual M@myrene, deixo aqui uma singela homenagem pela passagem de seu aniversário hoje, no dia 29/06 - Dia de São Pedro e São Paulo.
Que Deus te muitos anos de vida e que te proteja para todo o sempre!!!
FELIZ ANIVERSÁRIO IRENE!!!
LUZ,
PAZ E

MUITO AMOR!!!
TE ADORO!!!

sábado, 19 de junho de 2010

O QUE EU VOU LEVAR HOJE?


Todos os fins de semana de minha adolescência, íamos para uma churrascaria que tornava-se uma danceteria. O "point" da galera...
Ia a turma toda... E "zoávamos" a noite toda... Como era longe do centro, a "galera" marcava para ir de "buzão". Ou então de carona. E depois para entrar, era uma dando 171c no porteiro para conseguir passar todo mundo. Como éramos só mulheres, facilitava um pouco...
E para voltar para casa? De táxi dividido, de carona, a pé. Valia tudo... Até esperar dar seis horas da "matina" para esperar pelo primeiro "buzão".
Eu tenho uma amiga que toda vez que ia para essa danceteria, "trazia" alguma coisa dessa danceteria...(copos, tulipas, bolas de natal...).
Nesse dia, chegamos todas "zoadas" de um churrasco e já fomos entrando. Chegando lá dentro, dançamos muito e nos divertimos bastante a noite toda. Na hora de ir embora, notei que a bolsa dessa amiga estava muito pesada.
Perguntei a ela o que havia ali. Por qual razão estava tão pesada a sua bolsa!
E ela saiu-se com essa:
_ Não havia nada para eu levar para casa e para não perder o costume, "passei a mão" na torneira do banheiro... É por isso que está tão pesado! É a torneira do banheiro que está dentro da bolsa...
"Rolamos de rir" dela!!!

sábado, 5 de junho de 2010

O QUASE TOMBO...


Senta que a história é curtinha...
Eu, Pepê, Patrícia e Eliane estávamos na danceteria...
Todas muito loucas... Época de adolescência...
Em dado momento, Patrícia decide arrumar o cabelo (o cabelo dela bate na cintura)...E balança ele de um lado para o outro... Muito doida de birita, numa dessas balançadas foi... Se não fosse Eliane, apanhá-la pelo cós da calça ela ia mesmo... de encontro ao chão...
Quase choramos de tanto rir...

domingo, 23 de maio de 2010

SÔNIA ...


Quanto tempo não é amiga? Sem nos falar, sem manter contato... Então para relembrar, vou contar velhas histórias da nossa infância juntas em Brasília...

Eu, morava na quadra 1303, bloco F, aptº 204 - Cruzeiro Novo, e você querida amiga morava na casa de sua irmã - a mulher do zelador do prédio... Quem falaria que nossa amizade iria durar tantos anos assim? Ninguém né? Mas durou e dura até hoje...
Eu lembro de seu ex-cunhado Ambrózio lavando o bloco na parte debaixo, onde sempre brincávamos... Quanta espuma... Branquinha... Bom para escorregar...
E pedimos a ele que deixasse a gente brincar um pouco ali, enquanto ele enchia de espuma o outro lado do bloco.
_ Vocês vão brincar de quê?
_ De escorregar na espuma. Pode? A gente toma cuidado para não machucar.
_ Sua irmã vai brigar comigo, Sônia...
_Ah! Ambrózio deixa! Eu falo com a irmã dela que fui eu quem pedi para você deixar a gente escorregar aqui!
_ Então tá, quem vai tomar "pito" é você mesma!
E nesse dia, mais tarde subi para casa, toda feliz, cheia de sabão... Levei bronca em casa da minha mãe, mas nem liguei... Foi bom demais escorregar em companhia de minha amiga!!!


segunda-feira, 17 de maio de 2010

A PIADA DO PATO


Alguns anos atrás, eu trabalhava em uma equipe de som chamada Som Fly. E lá havia um funcionário de apelido Samambaia. Ele era muito, muito engraçado. A começar pela sua cara! Só de olhar, você já começava a rir! O escritório-depósito era em uma rua estreita - daquelas que passam um carro de cada vez - e do outro lado da rua havia uma loja de móveis, minha amiga Patrícia trabalhava lá!
Um dia, sem nada para fazer - já havia terminado todas as minhas tarefas - encontrei com Samambaia no depósito e ele falou assim:
_ Milene, estou com umas piadas novas para te contar! Espere até eu terminar aqui. Aproveita e chama Patrícia para escutar também...
_ Ela não pode sair da loja Samambaia. Você é que terá que ir até lá.
_ Tá. Vai indo. Estou terminando aqui e daqui a pouco estarei lá. Vocês vão morrer de rir!
Eu fui lá fora conversar com Patrícia... Samambaia sabia mesmo contar piadas!
Depois de uns 15 minutos, ele apareceu limpando as mãos nas calças sujas.
A piada de hoje eu escutei lá em São Miguel do Anta. No Carnaval.

"Um homem ganhou um pato de presente, quando ía em direção ao cinema. Quando chegou a porta o cara dos ingressos disse a ele que não poderia entrar ali com o pato. Não tendo onde colocar o bichinho, colocou dentro das calças, comprou um enorme saco de pipoca e entrou no cinema.
O homem sentou-se nos primeiros lugares e para deixar o patinho respirar abriu a braguilha da calça. O bichinho mais que depressa, enfiou a cabecinha pela abertura... Enquanto o homem comia a pipoca, uma ou outra caía em seu colo, então o patinho catava-as e comia.
Uma mulher sentou-se ao lado do homem com o saco de pipoca. Como estavam lado a lado, ela logo percebeu a cena que se desenrolava ao seu lado: O homem comendo a pipoca e aquelas que lhe caíam ao colo, eram logo capturadas pela "cabecinha que lhe saía das calças".
Intrigada com aquilo perguntou ao homem:
_Moço? Posso te falar uma coisa? Eu já vi de tudo nessa vida, mas "um que come pipoca" é a primeira vez!!!"

Quando Samambaia acabou de contar aquilo, com tantos trejeitos do cara enfiando o pato dentro da calça e ele comendo a pipoca no colo dele, nos arrebentamos de tanto rir...
Eu chorava de um lado e Patrícia do outro... De tanto rir...




sexta-feira, 7 de maio de 2010

NO AÇOUGUE É LUGAR DE COMPRAR COCA-COLA?


Ontem dei uma saidinha para espairecer e dar uma arejada nas ideias... E fui jogar conversa fora no Salão de Beleza, quer lugar melhor?
Lá todo mundo é minha amiga, por que conheço de longas datas... E a manicure pediu a cabeleireira para comprar coca-cola para ela. Eu de acompanhante fui atrás... Atravessamos a rua e a cabeleireira entrou no açougue:
_Aí também tem coca-cola?
_ Sim! Aqui também tem...
Mas quando ela olhou para a vitrine de carne, fez uma cara de espanto... A cabeça dela devia de estar a mil... Eu, do lado de fora do estabelecimento já estava rindo muito dela!
E lágrimas assomaram meus olhos... Estava até ficando vermelha de tanto rir dela:
_ Vou contar para todo mundo no salão, inclusive para a sua patroa!
_ Se você contar eu te mato, Milene!!!
_ Mata nada! Você não vive sem mim!!!
E quando voltamos para o salão, todo mundo perguntou porque eu estava com aquela cara de riso total...
E não deu para evitar de contar o acontecido... Ela ficou furiosa...

terça-feira, 27 de abril de 2010

"MARÃO BÃO"...


Minha irmã e algumas amigas foram de excursão para a praia - excursão de colégio, final de ano. A praia era Guarapari, no Espírito Santo.
Uma dessas amigas dela, para criar caso e fazê-las passar vergonha, deu uma de caipirona mesmo, daquelas que nunca havia posto o pé em cidade praiana e nem cidade grande.
Elas foram passear no centro de Guarapari, e quando ela (a amiga) via aqueles prédios grandes de apartamento, exclamava:
_ Gente! Que predão é esse! Que tamanhão!
E as outras iniciavam uma sessão de beliscões nela! Foi assim o dia todo...
Quando elas foram ver o mar, e prevendo a cena de vergonha que elas iriam passar por conta da amiga. ameaçaram a amiga de um monte de coisas ruins. Ela prometeu colaborar...
Mas foi só ela ver aquele mar enorme, para ela começar a cena:
_ Noooosssaaa que "marão" grande, gente! "Marão, bão prá criá pato" Ah! Mãe com um desses na porta de casa! Iria criar um "mundão" de pato!!!
As outras amigas e a minha irmã ficaram vermelhas, roxas de vergonha!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

O BALÃO ...


Eu era pequena, deveria ter uns 9,10 anos... E pedi a minha tia (foto) que enchesse o balão para mim, porque eu não estava conseguindo. Ela prestativa, pegou o balão e começou a encher: soprou, soprou... De repente, ouvimos um grande estouro: BUUUUUMMMMM!
O balão havia estourado em sua boca e voado longe. Dele só restou a argolinha de cima. Levamos um grande susto, mas depois rimos do episódio!!!

Foto: Orkut

segunda-feira, 12 de abril de 2010

PENTEADOS ESTRANHOS


Meu filho falando de um amigo dele:
"O cara foi para a festa com um penteado muito estranho... O cabelo todo cheio de espetos e muito duro!!!
_ Olha o cabelo do cara ali véi...
E o cara veio falar com ele:
_ E aí Pedro? Tudo jóia?
_ Que cabelo é esse, cara?
_ Ah véi... Passei porra de cavalo no cabelo e espetei... Ficou manero né? Duraço!!!
_ ..."

terça-feira, 6 de abril de 2010

AS PÉROLAS DA MÁYRA


Essa garota linda aí é minha sobrinha mais nova: Máyra. Ela mora no Estado do Rio... Bom Jesus do Itabapoana.
A história é sobre as muitas besteiras que ela fala ou já falou...

Sentados na mesa da cozinha, estávamos: eu, a mãe dela, ela (Máyra), a irmã mais velha (Camila).
Conversávamos sobre variados assuntos. Nem lembro mais sobre o quê.
Pois bem, em dado momento quando o assunto versava sobre as partes do corpo, perguntamos a Máyra se ela sabia onde ficava o esôfago e ela apontou para a região do estômago...
Gente! Vocês não tem noção de como rimos dela!
_ Quer dizer que seu esôfago fica no lugar do estômago?
_ E eu sei lá o que é esôfago? Pensei que falavam sobre o estômago!
_ Você estuda para que Máyra?
_Para aprender!
_ E porque não aprendeu? O esôfago fica próximo a faringe... garganta... entendeu?
_ Ah gente! Eu não tenho que saber sobre tudo do corpo humano né?
_ Tem que aprender pelo menos o básico uai! E isso é o básico do básico!

De vez em quando ela dá umas tiradas... que parece que é uma loira falando (nada contra loiras... sou loira)...

quinta-feira, 1 de abril de 2010

COMILANÇA NA PRAIA !!!


Em 2000 fomos apresentar a praia a Pedro Augusto. Ele tinha então, 08 anos. E nunca havia ido à praia. Fomos para Piúma em Dezembro, antes da virada do ano...
A viagem por si só já foi uma aventura... Fomos de fusquinha: eu, Pedro, Nominando e Patrícia (dois amigos e namorados na época). E dividimos o aluguel de uma casa de praia.
Nesse dia da "comilança", saímos para comer pizza à noite. Entramos numa pizzaria que prometia ser a pizza mais gostosa de Piúma! PROMETIA!!!
Mas não foi isso que aconteceu! Pedimos uma pizza tamanho família e quando ela chegou parecia uma tábua: dura e horrível! Detestamos! Já estávamos estressados, quando Pedro falou que havia gostado dela e que a comeria inteira... Duvidamos é claro! A pizza era enorme e ele só tinha 08 anos... Não é que ele comeu... todinha... (até os pedaços que havíamos colocado no prato e desprezamos)!!! E isso tudo entremeado a coca-cola!!!
De barriga cheia pensei que se fóssemos a outro lugar para comermos, Pedro me daria sossego, pois que estava de barriga cheia, certo???
ERRADO! Saímos da pizzaria depois de pagar a conta e fomos a Feira do Sol. Lá chegando fomos para uma barraca que vendia espetinhos de frango com bacon. Cada um de nós (eu, Paty, Nando e... Pedro) comeu 2 espetinhos e um refri!
Pois é... Pedro comeu de novo...
Paty e Nando foram caminhar na praia e eu e Pedro decidimos passear mais um pouco antes de ir para casa. Passeando pela orla da praia, Pedro falou para mim que ainda estava com FOME... Fiquei pasmada!
_ Milene (ele não me chama de mãe)
_ Quero aquele cachorro-quente ali! Completo!
_ Mas Pedro! Você comeu uma pizza tamanho família, 2 espetinhos de frango e refrigerantes... Vai passar mal!
_ Não! Eu ainda estou com fome!
E ele comeu! um cachorro-quente completo com refri.
Depois do cachorro, decidi voltar para casa porque estava ficando tarde para ele dormir...
Foi quando indo para casa, o carro de churros passou pela gente e ele mais que depressa para fazer uma média, (já que havia falado para ele que não lhe daria mais nada, com medo de que passasse mal):
_ Mãe! Eu quero um churros de chocolate!
_ Um churros? E cabe mais um churros aí dentro dessa barriga, depois de tudo que você comeu?
_ Cabe sim Mãezinha! Posso comer?
_ Tá bom! Mas só o churros viu? E quando chegar em casa, você vai tomar bicabornato para não passar mal!
_ Tá bom!
E ele, gente! Comeu um churros de chocolate!
Quando chegamos em casa, fiz ele tomar um copo de água com bicabornato inteirinho...
Ele dormiu a noite inteira... Não sonhou, não falou (como de costume) e graças a Deus não passou mal!
No dia seguinte acordou todo feliz e ainda ficou me torrando a paciência para ir para a praia logo... (mas isso é outra história...)

quarta-feira, 24 de março de 2010

"APICULTURA LEITEIRA"


Em 1994/95 fui estudar num colégio agrícola, no estado do RJ. E lá havia certas tradições que a mim me pareciam retrógradas...
Todos os "calouros" que passavam, tinham que fazer um "trabalho" para serem admitidos na série correspondente...
Naquele ano, entrou um razinho baixinho e com cara de neném... Logo apelidaram ele de "Mascote". Nem lembro mais o nome dele!
Mandaram ele fazer um trabalho de Agricultura intitulado "Apicultura leiteira" e falaram que ele ia encontrar todo o material na biblioteca da escola!
Muito caxias, ele logo foi se informar na biblioteca, quais eram os livros que precisaria para o trabalho!
Quando ele adentrou a porta, encontrou-se comigo - eu fui lá para entregar um livro de literatura.
_ Eu queria um livro que fale sobre "Apicultura Leiteira"!
_ Quê?
_ "Apicultura Leiteira"! O professor falou que aqui eu encontraria o material para fazer o trabalho!
Quase me estourei de rir da ingenuidade dele! Tadinho! Resolvi falar a verdade para ele:
_ Mascote! Não há um livro falando sobre esse assunto aqui na biblioteca! Estão caçoando de você!
_ Tem sim! O professor falou que tem!
_ Não tem! Não tem porque simplesmente isso não existe! Pensa um pouco! Apicultura fala de quê? Abelhas né? e Leiteira tem relação com leite!
Você acha que abelha dá leite? Eles fizeram de próposito! É uma espécie de trote!
_ O professor fez isso? Ele me paga!
A bibliotecária e eu rimos muito... Mas o Mascote fez o trabalho... Um lindo trabalho com capa e tudo!
No final do trabalho ele ainda teve o trabalho de desenhar uma abelha enorme picando uma vaca e dela saía um leite com gosto de mel!
O professor ao receber o trabalho ficou com uma cara de tacho bem grande e extremamente sem graça...

sexta-feira, 19 de março de 2010

AULA DE MATEMÁTICA COM PIRULITOS...

Colégio Equipe, anos 80... Professor de Matemática: Goiaba...

Eu deveria ter uns 16, 17 anos... Cursava 1º ano do Ensino Médio (científico antigamente). E o professor era um baiano de Guanambi (conterrâneo de meu ex-cunhado). Era muito pachorrento, mas quando queria ensinar, era um Deus nos acuda!
Na cantina de colégio vendia uns pirulitos em forma de coração (iguais da foto). E naquele dia, meio sem pensar na aula que teria depois do recreio, comprei um para mim. Quando o sinal bateu, subi como de costume e fui para a sala de aula, com o pirulito na boca.
Quando o professor adentrou em sala de aula e me viu com o pirulito na boca (além de mim, vários alunos estavam também!) foi aquele auê:
_ Ah não! De novo, esses pirulitos? Odeio esses pirulitos... Ficam fazendo barulho com a boca e atrapalham a aula!!! Guardem e chupem depois por favor! Ou mastiguem o que falta!
_ Ah! Goiaba! Acabei de colocar o doce na boca! Prometo que não vou fazer barulho nenhum! Mas vou continuar com ele!
_Tá bem! Mas da próxima vez, não vou deixar...
E a aula trancorreu normal... Mas aquilo me ocorreu de forma instântanea! A próxima aula, seria teste. E a gente tinha pedido a ele para adiar porque era na segunda! E ele bateu o pé e disse não! Nós, os alunos contra argumentamos falando que haveria um show no fim de semana e que não iríamos estudar... Mas ele foi taxativo: NÃO!
Então bolei um plano: eu levaria um montão de pirulitos iguais aqueles da cantina e boicotearíamos o teste! Não deu outra!
Na segunda-feira, cheguei mais cedo e trouxe comigo mais ou menos uns 30 pirulitos... A aula dele seria como de costume depois do recreio... Antes da aula começar, distribui os pirulitos para a turma e pedi para abrirem assim qie ele entrasse na sala de aula!
Foi muito engraçada a cena: Assim que Goiaba colocou os pés em sala de aula, de uma só vez, abrimos os pirulitos, todos de uma vez só...
Ele ficou uma arara... Pediu, implorou para que guardássemos os doces e nós em contra partida, pedimos que ele adiasse o teste...
E não é que funcionou??? Por causa dos pirulitos, não fizemos o teste na segunda, mas na sexta...

Hoje, ele ainda continua no mesmo colégio, como professor e é amigo do meu irmão... Continua como sempre foi... pachorrento!!!


quarta-feira, 17 de março de 2010

ANIVERSÁRIO NO IDEIAS!!!


Na próxima terça-feira - 23/03 - O Blog Ideias de MIlene fará 1 ano de vida!!!

O Blog lançará um Meme de 24 perguntas, para que os
interessados, respondam em SEU BLOG as perguntas!

Os interessados terão acesso às perguntas no dia 22/03...

AGUARDEM!!!

P.S.: O selo do Meme é esse acima - a imagem da maçã! E deverá ser postado junto com o Meme!

quinta-feira, 11 de março de 2010

VOVÓ E A CARTUCHEIRA...


Vovó morava na roça com a família e meu avô não se achava em casa quando um homem apareceu por lá pedindo pousada.
Ela declinou o convite do homem falando que estava somente ela, as crianças e um empregado na roça e que seu marido não se encontrava ali. E por isso não poderia dar pousada ao homem e que ele fosse embora.
O homem foi. Ela contava que era um tipo mal-encarado, com cara de sem-vergonha.
Quando o empregado da roça terminou as tarefas do dia e foi embora para sua casa, o homem que deveria estar espreitando no mato, voltou de novo à porta e tornou a pedir pousada a minha avó.
Mas dessa vez ela estava precavida. Munida de uma espingarda cartucheira de meu avô, Vovó mandou o homem ir embora, porque senão iria levar bala! O homem não acreditou muito e para provar que não estava mentindo, ela atirou mesmo... Mas não contava com o coice da arma!
Mamãe contava, rindo muito que o coice foi tão forte que a jogou no chão!
Mas o homem levou tanto susto, que sumiu no mato e não voltou mais!

Vovó era valente mesmo! Ela faleceu aos 97 anos em 2002 - (08 anos atrás!) Seu sonho era chegar aos 100 anos!
Ela se chamava Anna do Carmo Galvão!

sábado, 6 de março de 2010

BC - Minha história de Superação...


Quando resolvi participar da Blogagem da Kariny, pensei muito em que ia escrever aqui, porque eu já passei por tantas superações... Algumas muito tristes e outras nem tanto!!!
Mas a que me marcou mesmo foi o acidente de meu filho!
Já publiquei um texto no Vidas Linha o ano passado sobre o mesmo assunto, você vê aqui.
Mas há uma outra superação que não gosto de falar muito: Da morte de meu pai! É sobre ela que eu vou falar aqui!

Oi, me chamo Mylla Galvão e tenho 39 anos. Há 20 anos, quando meu pai faleceu - 21 de Julho de 1990, eu tinha exatamente os 20 anos que fazem esse ano. Naquela época eu era uma adolescente sem juízo em transição para a vida adulta. Era muito revoltada com a vida, aprontava todas e tinha em meu pai, um modelo. Era muito agarrada com ele - sou a filha mais nova, numa família de 7 filhos.
Meu pai já se encontrava doente fazia algum tempo - uma gaveta do guarda-roupa havia caído em seu pé, que inchou muito e estava enorme. Ele era diábético e adorava doces!
Quando ele foi hospitalizado pedi a meus irmãos para dormir no hospital e eles não deixaram...
Na noite em que ele morreu, sonhei com ele, estava acompanhando um enterro estranho, com muitas tochas...
De manhã, meu irmão mais velho me acordou dizendo que papai estava morto e que era para eu cuidar da casa e avisar o resto da família que ele tinha falecido!
Imaginem a minha dor! Eu, a filha mais agarrada com ele, avisar minhas irmãs de que meu pai havia morrido! E ainda por cima ainda me deixaram sozinha em casa!
Fiquei desnorteada! Saí de casa, às 7horas da manhã e perambulei sem rumo pela rua, com a cabeça e o coração tomado pela dor. As pessoas, os conhecidos me paravam na rua, estranhando a minha atitude e nem sei o que falava a eles... Até que uma amiga me levou para sua casa e me deu conforto e carinho!
Fiquei com um trauma e uma dor muito grande desse dia!
Não fui ao velório, nem ao enterro. Só voltei para casa depois das cinco horas da tarde! E quando entrei no quarto, vi meu pai sentado numa cadeira de espaldar alto que havia no quarto... Ele sorria para mim e falava que como eu não fui me despedir dele, ele veio até mim! Estava com um sorriso no rosto! Pelo menos, em meio a tristeza, um estava alegre!
Levei muito tempo para superar esse trauma e ainda hoje, quando escrevo sobre isso ou falo, me emociono!

Essa é a minha história de superação!!!
Este texto faz parte da Blogagem coletiva do Blog Menina Robô

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

MEU OSCAR VAI PARA ...


A Vanessa do Blog Fio de Ariadne, lançou uma Blogagem sobre o Oscar - aquela velha estatueta dourada, mas muito cobiçada por todos os atores e atrizes de Hollywood - e deu-nos uma lista para escolhermos (dificílima)!
E resolvi optar por um filme que me acompanhou pela minha adolescência inteira! E que me fez chorar muito!!!

MEU OSCAR VAI PARA:



A NOVIÇA REBELDE:
Título original: The Sound of Music
Lançamento:1965
Direção: Robert Wise
Atores: Julia Andrews, Christopher Plummer...
Duração: 172 minutos
Gênero: Musical


Sinopse: No final da década e 30, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava prestes a se instalar no país, uma noviça (Julia Andrews) que vive num convento mas não consegue seguir as duras normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp (Christopher Plummer), que tem sete filhos, viúvo e que os educa como se fossem parte de um regimento. Sua chegada modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquistando o carinho e o respeito das crianças. Mas ela termina se apaixonando pelo capitão, que está comprometido com uma rica baronesa.


ROBERT WISE: nasceu em 16 de Setembro de 1914 e faleceu em 14 de Setembro de 2005.
Foi cineasta e produtor americano.
Seu primeiro longa foi "A Maldição do Sangue de Pantera". Ele sempre acreditou no valor da ficção científica.
Depois desse longa vieram outros filmes de grande sucesso: "Nascidos para Matar" - 1947; "Os três segredos" - 1950; "A Noviça Rebelde" - 1965; "Star Trek" - 1979

Fonte de Pesquisa: Google e Wikipédia

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O ANJINHO ARTEIRO...


Esse anjinho aí da foto é o Matheus! Ele é meu sobrinho e irmão do Thiago, da memória anterior!
Muito arteiro, muito levado como qualquer criança da idade dele: 7anos!
A memória é engraçada, vocês vão gostar:

Ele estuda em colégio de freiras, como do gosto de seus pais, que são católicos. E lá tem algumas regras, nem sempre seguidas pelas crianças!
Nesse dia as crianças estavam brincando de pique-esconde e o Matheus estava procurando um lugar para se esconder. Nisso surge uma irmã com seu longo hábito, quase se arrastando ao chão!
Sabem como é imaginação de criança né? Logo imaginou que poderia se esconder debaixo do hábito da freira, que ali seria o esconderijo perfeito, ninguém o encontraria ali debaixo...
Mas não pensou que ela, a freira, notaria que havia alguma coisa debaixo de seu hábito!
Ele não pensou nisso! Mas levou seu plano adiante! No meio do corre-corre das crianças para achar um lugar para se esconderem, Matheus foi se esconder debaixo do hábito da freira!
Sentindo que havia alguma coisa errada com sua vestimenta e muito espantada, a freira perguntou a ele o que fazia ali. E ele mais que depressa respondeu:
_ Estava me escondendo Tia! Pensei que podia e que ninguém me acharia aqui!

(Na época que o fato aconteceu, Matheus era um pouco mais novo... Talvez uns 3 ou 4 anos!)

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Thiago e o banho de creme!!!


Essa criança linda aí é meu sobrinho-neto Thiago! Ele é um espuleta só!
Não pode-se deixá-lo sozinho nem por um minuto que ele apronta!!!
Pois essa história é de matar de rir!!!

Minha irmã comprou, assim que lançou, um pote de creme da Linha Niely - Orquídea e o guardou em cima da penteadeira em seu quarto e esqueceu-se dele! Não sem antes mostrar para mim e sua filha mais nova!
Minha sobrinha chegou com as crianças - ela tem 3: Bárbara, Matheus e Thiago.
Estávamos todos reunidos na sala vendo TV, quando demos pela falta do Thiago entre a gente e nos sobretalmos:
_ Gente! Cadê o Thiago?
_ Nem vimos quando ele saiu! Deve de tá aprontando alguma! Está quietinho demais!
E saímos da frente da Tv para procurá-lo! Procuramos pela casa inteira e nada! Mas faltava justamente o quarto da minha irmã para procurar! E foi ali que o achamos: todo lambuzado de creme! Dos pés a cabeça! Sendo que na cabeça, havia muito, mas muuuuuiiiiiitttttoooooo creme mesmo!!!
Tudo emplastado naquele cabelinho durinho dele!
_ Thiago! O que você está fazendo aí, com o creme novo da sua vó, menino?
_ Estou "passando" ele no cabelo mamãe! Prá ficar macio! E passei no meu corpinho também, prá ficar cheiroso!
_ Ah! Meu Deus! Meu creme novinho! Nem tinha usado ainda! Eu quero um novo viu, Camila!
_ Tá mãe, te dou um novinho!
_ Vamos pro banho Thiago! Você está todo lambuzado!
Minha irmã ficou uma fera! Primeiro porque o creme custara caro e ela nem tinha pago ainda. Segundo porque sobrou muito pouco daquele pote e terceiro... Estava com uma vontade de rir daquela cena inusitada, mas não podia porque tinha que se fazer de brava para que o neto não repetisse de novo, aquela arte!
Resultado: Ficou sem creme (porque a Camila demorou a levar outro pote)!

Mas o cabelo do Titi ficou muito macio, depois de tanto creme!!!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

CURTINHAS DA MAMÃE...


Mamãe contava verdadeiras "pérolas" de meus irmãos e irmãs... E hoje vou reestreiar o "Memórias" com duas delas...

1 - Moramos numa casa bem antiga. Ela deve ter uns 100 anos ou mais (a casa), herança de meus bisavós... E nessa casa antiga, os espaços são bem grandes: temos duas salas (4m cada uma), 4 quartos... enfim espaços! E o teto é beeemmm alto!
Antigamente, as caixas d'águas eram no sotão. E um dia uma delas deixou de funcionar. Minha mãe estava sozinha em casa e de repente a água começou a vazar do teto! Ela então subiu até lá para ver se podia fazer alguma coisa para parar toda aquela água!
Meus irmãos eram pequenos e meu pai tinha ido trabalhar!
Quando chegou lá no sotão, ela conseguiu prender a boia e a água parou de jorrar. Mas quando foi descer pela escada novamente, escorregou e caiu - a escada estava molhada!
Lá embaixo estavam meus irmãos. Quando viram minha mãe caída, correram até ela e perguntaram porque estava ali, daquele jeito.
Mamãe não podia responder. Não que não quisesse, mas não podia falar porque havia perdido a fala, na queda!
_Mamãe morreu! Mamãe morreu! - gritavam meus irmãos!
Para impedi-los de gritar, ela passava as mãos desesperada por suas bocas, e a aflição foi tanta que depois de algum tempo ela recuperou a fala e pôde explicar a eles o que havia ocorrido com ela!


2 - Depois da mudança para a nossa casa atual, meu irmão foi procurar seu colchão pois não sabia dormir sem ele!
Mas minha mãe e uma de minhas irmãs foram até a casa, a fim de limpá-la porque estava muito suja. Elas pensaram que não havia ninguém em casa, quando escutaram um barulho de alguma coisa caindo ao chão, no quarto da sala de televisão.
_Mãe! A Senhora escutou um barulho? Vem lá da sala de estar!
_Não ouvi nada Maria José. Você está ouvindo coisas demais. Não há ninguém aqui!
_ Eu ouvi um barulho mãe! Vamos lá ver o que é!
E elas de fato foram ver quem estava fazendo o barulho.
E viram um colchão arrastando sozinho pela sala de jantar. (Meu irmão muito pequeno, estava debaixo do colchão).
Minha irmã, que muniu-se de uma vassoura para acertar na cabeça de quem estivesse fazendo o barulho, desmaiou de pavor, deixando minha mãe sozinha, de pernas bambas a observar o colchão-fantasma...
_ Quem vem aí? Um fantasma?
_ Não, né mãe! Sou eu, Zé! Trocaram meu colchão com o de Luizinho e estou destrocando, ele! A senhora sabe que não durmo no colchão de ninguém! E porque Mizeca tá assim caída no chão?
_ Uai, desmaiou de medo, ao ver esse colchão andando sozinho!



segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O BLOG ESTARÁ DE FÉRIAS ATÉ FEVEREIRO...
O MOTIVO É QUE NÃO ESTOU INSPIRADA PARA ESCREVER MEMÓRIAS...

BJÃO

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

MOLHO "MADEIRA"


Época de Natal e ainda estava morando no Estado do Rio, Bom Jesus do Itabapoana, com a minha irmã...
Estávamos reunidos na cozinha, "ensaiando" um cardápio para o almoço de Natal quando meu cunhado apareceu por lá para "xeretar".
Minha irmã falava sobre o molho madeira, daqueles usados para acompanhar a carne vermelha. E o meu cunhado muito metido a sabichão e achando que estava abafando se saiu com essa:
_ O que é esse molho madeira?
_ Um molho usado para acompanhar a carne, ele é muito gostoso!
_ E que madeira você usa para fazer o molho?
_ Como assim? Não entendi o que você está querendo dizer!
_ Estou perguntando qual a madeira que você usou para fazer esse molho para colocar na carne. Você não falou que o nome do molho é madeira?
_ Ai, ai... Santa Ignorância! É só um nome meu filho! É um molho como outro qualquer! Mas deve ser de peroba né?
_ Porque peroba?
_ ...
Depois dessa cena dantesca, todo mundo se espalhou pela cozinha, procurando um lugar para rir dele!
E ele todo sem graça e em parte sem entender coisa alguma... Até que alguém se dispusesse a contar o motivo de tanta risada, já havia passado um certo tempo!
Ele ficou meio bravo a princípio porque todo mundo riu dele, mas depois... Ele também riu...


segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

O PASSEIO


Naquele dia fomos passear pela cidade eu, minha irmã Bernadete, Camila e Rômulo - seus filhos.
Bernadete estreiava uma saia nova que ela comprara. Fazia muito calor. Enquanto andávamos pelo balaústre sem pressa, as crianças corriam a nossa volta.
Quando nos aproximamos de uma pequena descida, no final do balaústre, chamamos pelas crianças para que nos dessem as mãos para atravessarmos a rua.
A descida era pequena e toda de bloquetes. De repente, Bernadete escorrega e cai. Sua saia que era bem larga, abre-se de par a par. E ela, esbaforida, tenta sem sucesso abaixar a saia, com medo de que alguém lhe enxergasse a calcinha.
_ Milene! Me ajude aqui pelo amor de Deus! Alguém pode ver!
_ Não tem ninguém por aqui a essa hora! Ainda é cedo! Você deu sorte, irmã!
A cena foi tão engraçada que tive que me encostar no balaústre para rir dela: da minha irmã e da cena!
As crianças também riram a valer!
Depois disso... Dela ter se recomposto e com o rosto muito vermelho, continuamos nosso passeio pela cidade!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

NAS NUVENS...



Memória de viradas de ano: como sempre muita bebedeira e muita zoação da turma, essa história é digna de nota... tinha que virar memória mesmo e ser eternizada no blog...

Comprei 2 mesas para comportar a turma que já estava ficando maior: então a consumação dobrou e eram 2 garrafas de champanhe na mesa!
Eu estava bebendo só Gim com Sprite porque a água tônica deixava a mistura amarga demais...
Patrícia na cerveja e na Cuba-libre e a galera restante variava entre a cerveja, refri e outros drinks...
Pepê logo dispensou a caipirinha (que ela não largava de jeito nenhum) para beber só Cuba...
Mas em dado momento, perguntou prá mim:
_ Milene! Porque sua bebida fica azul na luz negra?
_ Uai Pepê, estou bebendo Gim com Sprite! E o Gim fica dessa cor mesmo!
Quer experimentar?
_ Não! Vou ficar so na Cuba mesmo! Não quero misturar...
_ Então vigie meu copo que vou ao banheiro! Não deixe ninguém beber! (detalhe o copo estava cheio, só havia bebido um gole dele)
Quando retornei a mesa, meu copo estava pela metade... Estranhei aquilo, mas não comentei nada com ela! Bebi o restante do copo e pedi outro Gim pois ainda restava metade da garrafa de Sprite na mesa!
Quando o garçon trouxe o Gim, preparei dois copos porque eu sabia que ela havia bebido o conteúdo do copo enquanto eu estava no banheiro e não quis falar nada...
_ Pepê! Este copo aqui é para você... Fiz mais fraquinho, que é prá você não sentir tanto o efeito da bebida...
_ Eu falei com você que não iria misturar Milene?
_ Então quem bebeu do meu copo enquanto estava no banheiro? Eu deixei o copo cheio e quando voltei estava pela metade?
_ Você notou é? Fiquei curiosa pelo gosto e bebi mesmo!!!
_ Notei sim! Por isso fiz para um copo prá você também... Agora tem um só para ti, mas cuidado... Gim é muito forte viu??? Não bebe demais!!!
_ Ah! Hoje eu quero me esbaldar... Deixa eu beber mesmo!!! Quero entrar o ano com a corda toda...
_ Tudo bem!!! Mas não diga que eu não avisei depois...
A meia-noite, nós brindamos... E depois voltamos as velhas bebidas de sempre...
Voltamos prá casa de táxi... Cada um mais bêbado que o outro...
Mais tarde, Pepê me liga:
_ Que bebida foi aquela que você me deu para tomar???Quando o táxi me deixou na rua abaixo de minha casa, eu andava e nunca chegava... E parecia que estava andando nas nuvens!!!
_ Uai... Também pudera! Você misturou a noite inteira: Gim com Sprite e Cuba-Libre e ainda por cima bebeu meia garrafa de champanhe! Tinha que caminhar nas nuvens mesmo!!!


sábado, 2 de janeiro de 2010

O "MONSTRO PELUDO"


A história hoje é sobre um casal de porquinhos da índia que a minha irmã tinha: Adrelaina e Pessoa!
Eles eram muitos fofinhos!!! Davam um trabalhão danado! mas todo mundo curtia eles de montão!!!
Pena que morreram!
Sabe? A Adrenalina adorava comer tomate! E ficar debaixo da geladeira!
O Pessoa tinha muito medo do Juninho (um fox terrier) da minha irmã!

A história é a seguinte:


Acordamos de manhã, com um barulho esquisito na cozinha e corremos para lá! Deparamos com o Juninho tentando apanhar alguma coisa debaixo da geladeira.
Então meu sobrinho se lembrou dos porquinhos e foi procurá-los! Não encontrou, é lógico!
E ficou triste!
_ Mãe! A Adrenalina e o Pessoa sumiram!
_ Sumiram como meu filho?
_ Sumiram... sumindo mãe!
_ Não estão na gaiola?
_ Não! Ela está aberta!
_ Vamos procurá-los então! Parece que o Juninho viu alguma coisa debaixo da geladeira! Será que não são os dois?
_ Vou olhar debaixo da geladeira então! A senhora segura o Juninho! Porque o que ele mais quer é o Pessoa!
_Tá! Pode deixar que eu seguro!
E olhando para debaixo da geladeira, meu sobrinho viu - Adrenalina e Pessoa - juntinhos e muito assustados, perto do motor da geladeira...
E ele deduziu que, Juninho tentou de todas as formas abrir a gaiola dos porquinhos... E quando conseguiu, os porquinhos que não eram bobos, correram para debaixo da geladeira, porque ali naquele "lugar quentinho" e seguro, o "monstro peludo" não os alcançaria!!!
quando meu sobrinho, conseguiu tirar eles de lá, seus coraçõeszinhos estavam batendo muito apressados... como se eles estivessem com medo!!!